sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Levo comigo o apego...


Ao lado da meia noite deixo para traz o desejo e levo daqui a saudade, embrulhada em um papel pardo envelhecido.

Os faróis já correm quente, de um extremo ao outro da avenida.
O medo vai seguindo a rota do vento, acariciando os fios de cabelo solto, que de passo em passo, brincam de pisque-esconde pela brisa noturna.
Agora, as pilhas da lanterna já piscam lentamente de cansaço e me pedem pra voltar.
O silêncio vai carregando a afeição para longe e a noite se arrasta pelas ruas vazias de gente, acariciando algumas lágrimas desobedientes.
Em passos lentos e largos vou filtrando os sons da noite, na tentativa de encontrar um último adeus, um só ruído, antes que a lanterna seja tomada pela cegueira.
Antes que a noite acorde, o vento mude a rota e o tempo se vá, derrubando pelo caminho as saudades de um amor.

46 comentários:

  1. Saudades tinha eu (o último post data de 26 de Setembro).
    Bem-vinda!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. "...derrubando pelo caminho as saudades de um amor."

    Que texto lindo! *-*

    Senti sua falta também.
    Abraço forte.

    ResponderExcluir
  3. Também tava com saudade desse blog.. Lindo, como sempre! :*

    ResponderExcluir
  4. Lindooo!
    Saudade daqui!!
    Bjos
    Um otimo final de semana!

    ResponderExcluir
  5. é aquela coisa de pensar: será que fiz certo?

    ResponderExcluir
  6. Textos assim me fazem sentir uma coisa que não consigo explicar. Angústia eu diria! Espero que vc tenha colocado ela pra fora uma vez que ela existia em vc.

    Beijooss ;**

    ResponderExcluir
  7. Olá Grafite,
    Obrigado pelo comentário no meu Blog "Filosofia Fisiológica"! Infelizmente, não tenho muito tempo para atualizá-lo! Entretanto, tentarei retomá-lo e publicar novos textos em breve!
    Tenha um ótimo fim de semana!
    Abração,
    Flávio Nunes.
    PS: Conheça também o meu outro Blog: http://excessivamentehumano.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Já ia me esquecendo: Parabéns pelo belo Blog..rs.. ;)

    ResponderExcluir
  9. Noite pode ser tão insana. Gostei muito querida.

    Saudadeesss **

    ResponderExcluir
  10. Post perfeito,parabéns...
    Adorei o blog, ganhou uma nova seguidora..kk
    estarei sempre por aqui, beijos e bom fim de semana!! =D

    ResponderExcluir
  11. Sensibilidade...

    querida, tá linda a cara nova do blog! *--*
    bom final de semana.
    beijo !

    ResponderExcluir
  12. lindo texto. embora ele tenha um teor triste, vc nos envolve numa doçura, numa leveza. é muito bonita essa combinação, essa forma leve e doce de expressar algumas tristezas. deixa a saudade gostosa quando se termina de ler. muito bom!

    do lado de cá um beijo,
    G

    ResponderExcluir
  13. Bonito demais!

    Saudade!

    Beijo grande
    Michelle

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Ana..
    que grata surpresa poder desfrutar novamente de seus belos textos,sentia falta..
    beijoos querida e bom retorno ..

    Callie

    ResponderExcluir
  15. Obrigada, e igualmente, adorei :)
    Vou seguir. *

    Beijinho ^^

    ResponderExcluir
  16. mais que ruim, quando fica só saudade assim.
    até que enfim você voltou hein, demorou mt, e fala sério pode puxar saco sim, nosso nome é lindo e sabemos disso, rs nada convencidas né Ana Carolina's
    bjs *-*

    ResponderExcluir
  17. Ain, o texto ficou mega lindo Carol, como sempre ^^ E eu a-m-e-i o novo design do blog :)
    bjinhos

    ResponderExcluir
  18. Belo texto ;)

    Muito obrigado pelas palavras ;)

    ResponderExcluir
  19. Você escreve tão bem, um dia quero ter a metade do seu talento.

    ResponderExcluir
  20. Grafite,

    Belo texto poético que nos envolve em belas emoções e uma doce sensualidade!

    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  21. Como sempre, grafite afiado...
    Ainda bem que a saudade te trouxe de volta ;-)

    ResponderExcluir
  22. menina que bom vc por aqui!!! rs
    amei:
    O silêncio vai carregando a afeição para longe e a noite se arrasta pelas ruas vazias de gente, acariciando algumas lágrimas desobedientes.

    lindo!
    beijos

    ResponderExcluir
  23. muito bom. e no final sempre dá certo
    o blog é um charme (:

    ResponderExcluir
  24. Minha querida

    Um texto nostágico mas belo...saudade de nós do tempo que não pára...do que fomos do que somos...do que quereriamos ser, adorei.

    Beijinhos com carinho
    sonhadora

    ResponderExcluir
  25. jurava que seguia esse blog o_o enfim, post lindo e cheio de saudades *-*

    ResponderExcluir
  26. Me apaixoneeeeeei pelo seu texto!
    Incrível...

    Saudades de um amor.. é..

    ResponderExcluir
  27. Estava com saudades de seu espaço
    Continua lindo e seu talento vivo!

    ResponderExcluir
  28. Saudades demais de tuas palavras sempre doces de grafite....

    as saudades de um amor não é doce... é agridoce... como as lágrimas....

    beijos querida
    otimo domingo

    ResponderExcluir
  29. Gostei mutio.
    Eu sumi daqui... Confesso que senti falta.

    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Senti saudades daqui. Como sempre, tudo lindo. Um belíssimo Natal para vc e todos os seus. Bjs!!!

    ResponderExcluir
  31. É bem chato ficar so na saudade, mas acontece ne!

    Lindo texto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Seu blog está lindo, faz tempo que não passo por aqui!!! Parabéns viu, lindo post!!! bjo grande ;)

    ResponderExcluir
  33. Eu diria que minha lanterna, meus ouvidos, meus olhos e meu coração se apagaram. Não por um temor melancólico ou por uma tentativa frustrada de tentar ouvir as últimas palavras daquelas que LEVEI para longe de mim, mas pelo temos de nunca mais ter quem arrastar para longe.

    Que bom que você apareceu de novo! Sua foto de perfil está linda.

    ResponderExcluir
  34. comentário sem nenhuma novidade aqui...
    fiquei meio triste esses tempos...
    comecei a te seguir e vc parou de postar!!!
    D:
    mas voltou perfeita como sempre!!!
    lindo texto...
    e juro que me perco tentando entender o que cada frase significa e tento visualizar as cenas...
    *-*
    e aew sim, vejo o quanto teus textos saum perfeitos!!!
    *____________________*
    bjos moça grafite...

    ResponderExcluir
  35. O apego a gente sempre leva, acompanhado da saudade, né? Pelo menos temos as lembranças para nos confortar.

    Tava com saudades daqui, vê se não some de novo, haha...

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  36. fazia tempo que eu nao vinha aki . mas aki continua tudo mt lindo e os textos mara cmo sempre . ;DD

    ResponderExcluir
  37. O silêncio vai carregando a afeição para longe e a noite se arrasta pelas ruas vazias de gente, acariciando algumas lágrimas desobedientes.

    ^^

    É assim sempre!
    Que bom ter vc de volta! :)

    ResponderExcluir
  38. Menina, você sumiu! Ainda bem que voltou com um texto lindo, lindo! Um beijo, flor.

    ResponderExcluir
  39. - Muito lindo! quando se tem saudade é porque foi bom...
    O blog tá muito aconchegante, me senti em casa!

    ResponderExcluir
  40. Ai, ai, esses amores dão um trabalho danado, né?
    Como sempre, flor, um ótimo post!
    Um beeijo =**

    ResponderExcluir
  41. Essas lágrimas desobedientes me visitam todos os dias, não consigo contê-las.

    Adorei.

    ResponderExcluir
  42. Lindo...

    Gostei da rica simbologia!
    Sempre o amor nos deixando assim, meio que sem rumo não é? O bom é ter sempre a lanterna para retornar!
    Bjkss

    ResponderExcluir
  43. Olá!!

    Sou nova por aqui e adorei demais teu blog e o que escreve...

    Lindo!!

    ResponderExcluir
  44. Venho agradecer de coração, o seu carinho, a sua amizade, todo esse ano dedicando sua companhia, sua paz, sua luz ao Livro dos Dias, trago uma rosa de agradecimento e a mais bela estrela do céu, a estrela de Belém, que representa o nascimento de Jesus, nosso único Salvador, que veio nos trouxe paz, amor, sabedoria, e ensinou a maior essência da alma ao ser humano, o perdão, o acolhimento, e principalmente, a certeza de um Deus maior que tudo, maior que nossos problemas, maior que o universo. Desejo um Feliz Natal, cheio de amor, paz, união, serenidade, que os ensinamentos do Menino Jesus estejam no coração de todos...

    Beijos na alma,
    Abraços apertados no coração.

    O Livro dos Dias/Everson Russo.

    ResponderExcluir
  45. "Em passos lentos e largos vou filtrando os sons da noite, na tentativa de encontrar um último adeus, um só ruído, antes que a lanterna seja tomada pela cegueira."

    Nem sei se ainda lembra de mim...
    Mas não me importo se não lembrar...basta que ainda me deixe entrar aqui de vez em quando pra me lembrar da Ana que gosto de ler...

    Beijos . . .

    ResponderExcluir